segunda-feira, 23 de novembro de 2009

(não) sei-te

Impossível pensar-te em uma só maneira quando te vejo de duas diferentes... Alguém tão presente, alguém tão mais presente que qualquer outro até hoje... mas ao mesmo tempo alguém tão distante. Impossível culpar-te dessa distancia, sendo apenas consequencia de simples distracções..tuas, sem qualquer intenção de serem propositadas. Mas que ultimamente tem sido muito mais frequentes que o que eram... Penso se não serei eu exigente demais, já que me dás todo o resto, e não me falhaste em nada até hoje. Penso se te mereço, porque as únicas lágrimas que verti por ti até hoje, foram por te fazer chorar sem mereceres. Doí-me fazer-te doer... Mas nunca ninguém me tratou assim (de modo tão perfeito) e eu sinto-me confusa..


.

2 comentários:

katie. disse...

sabes que essas palavras podiam ser todas minhas? sabes? humm?

pieces of me (Luna) disse...

Sim? Situação semelhante?