quarta-feira, 11 de março de 2009

Sou eu

Uma pessoa até faz um esforço para estar em casa, para ver se ao menos em casa não acontecem coisas sordidas... Mas não adianta...
Há sempre o/a inteligente que decide importunar o nosso descanço e tocar-nos à campainha...
E acontece a reação mais estúpida de sempre:
- Quem é?
-Sou eu!
E a gente feita estúpida ainda abre a porta... A questão é a quem? Ao "eu" que apareceu do outro lado... E há alguém em casa que tem a inteligencia de nos perguntar:
-"Quem é que tocou à campainha?"
-"Pois, foi o "eu", sei lá..."
-"E tu abriste a porta?"
-"Abri.. então se era o eu"

O mais estranho é que aparece-nos sempre um "eu" diferente, e mais estupido que isso só mesmo o facto de eu ter o mesmo vicio...porque eu também sou "eu" ora esta!

4 comentários:

Bloguótico disse...

Precisamente! ;)
Esse "eu" também costuma bater à porta de minha casa muitas vezes... e, para variar, abro a porta! loool

Minhoca disse...

Pois esse "eu " tb la bate à porta e eu nunca o deixo à porta, abro sempre eheheheh, isto qnd ainda pergunto quem é, dado q abro mts vezes sem perguntar, e depois aparece akguem q não é quem eu estava à espera eheheh

Zabour disse...

Esse "eu" bate à porta de toda a gente...mas cm tenho mau feitio, pergunto spr :"Eu, quem?" e enquanto o "eu" não se identifica a porta não abre, tunga...

Bjokas

Alguém disse...

LOOOl bem pensado! É nessas alturas que dá jeito uma daquelas campainhas com câmara! eheh

beijinho